Dispersar

11 08 2010

Hoje, a liberdade chegou.
Eu, fluido viscoso saindo da caixinha,
Deixo hoje a gravidade escorrer-me com as arestas.
De pouco em pouco tomo a forma do chão gentil
que não exige fundura.
E posso esticar numa ambição de lonjura
E finiiinho ganhar a forma de todo meu horizonte
E depois dispersar

,

,

,

Em pedacinhos de nada,
Evaporar,
virar vento,
nuvem.
Ou nem pedacinho,
nem nada,

Por hoje só dispersar.
Porque hoje, a liberdade chegou.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: